quarta-feira, 17 de março de 2010

segunda-feira, 15 de março de 2010

Orando cada dia

    Senhor!...

    Faze-me perceber que o trabalho do bem me aguarda em toda parte.

    Não me consintas perder tempo, através de indagações inúteis.

    Lembra-me, por misericórdia, que estou no caminho da evolução, com os meus semelhantes, não para consertá-los e sim para atender à minha própria melhoria.

    Induze-me a respeitar os direitos alheios a fim de que os meus sejam preservados.

    Dá-me consciência do lugar que me compete, para que não esteja a exigir da vida aquilo que não me pertence.

    Não me permita sonhar com realizações incompatíveis com os meus recursos, entretanto, por acréscimo de bondade, fortalece-me para a execução das pequeninas tarefas ao meu alcance.

    Apaga-me os melindres pessoais, de modo que não me transforme em estorvo diante dos irmãos, aos quais devo convivência e cooperação.

    Auxilia-me a reconhecer que cansaço e dificuldade não podem converter-me em pessoa intratável, mas mostra-me, por piedade, quanto posso fazer nas boas obras, usando paciência e coragem, acima de quaisquer provações que me atinjam a existência.

    Concede-me forças para irradiar a paz e o amor que nos ensinaste.

    E, sobretudo, Senhor, perdoa as minhas fragilidades e sustenta-me a fé para que eu possa estar sempre em ti, servindo aos outros.

    Assim seja.

    Livro: Sentinelas da Alma
    Meimei / Francisco Cândido Xavier